História da Ginástica

A ginástica é um desporto que envolve a prática de uma série de movimentos que exigem força, flexibilidade e coordenação motora. Ela se desenvolveu a partir dos exercícios físicos que eram feitos pelos soldados da Grécia antiga, incluindo habilidades para montar e desmontar num cavalo, e habilidades semelhantes a executadas num circo. Naquela época, os ginastas praticavam o esporte nus (gymnos – do grego, nu), nos chamados gymnasios, patronados pelo deus Apolo. O esporte só voltou a ser retomado com ênfase no final do século XVIII na Europa com a Escola Alemã, de movimentos lentos e ritmados, e com a Escola Sueca, que introduziu aparelhos na prática do esporte.
A ginástica moderna, regimentada pela Fédération Internacionale de Gymnastique, incorpora as seguintes modalidades distintas:

Modalidades:

Ginástica Artística (no Brasil por vezes chamada de ginástica olímpica)
Ginástica Ritmica Desportiva
Trampolim Acrobática
Ginástica Acrobática

Ginástica Aeróbica (no Brasil conhecida como Ginástica de Academia)

Além disso, há a ginástica geral ou ginástica localizada, que nada mais é do que série de exercícios com número elevado de repetições para grupos musculares distintos, com o fim de molda-los ou defini-los anatomicamente falando. A ginástica geral é uma das modalidades ou atividades mais requisitadas nas academias, em especial para atendimento de grupo adultos, que querem melhorar o tônus muscular nas regiões abdominais, parte posterior de membros superiores e também coxa e glúteos.
Ginástica Aeróbica, Ginástica Localizada ou simplesmente Ginástica consiste basicamente em sessões estruturadas de séries de exercícios com número elevado de repetições para grupos musculares distintos, com a finalidade de aprimorar: o tônus muscular, as capacidades aeróbia, anaeróbia, flexibilidade ou o condicionamento físico como um todo. A ginástica é uma das atividades mais requisitadas em academias, em especial para atendimento de grupos adultos.
O termo ginástica origina-se do grego gymnádzein, que significa treinar e, em sentido literal, “exercitar-se nu”, a forma como os gregospraticavam os exercícios.